Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades

Startup de tecnologia oferece plataforma de administração de vendas

Publicado em 19 de May de 2017 por Giovanna Henriques |COMENTE

Focando na otimização de sistemas de administração para e-commerce, jovens criam modelo de negócio capaz de reestruturar suas vendas



Texto Juliana Klein | Adaptação Giovanna Henriques | Foto Shutterstock

A ideia de criar uma startup de tecnologia para oferecer soluções que ajudassem os lojistas virtuais a venderem mais surgiu de dois jovens, Frederico Flores e Fernando Montera Filho. Depois de alguns anos de experiência vendendo na internet, com um modelo de negócios até então inovador, os dois perceberam que teriam mais sucesso prestando soluções aos concorrentes do que competindo com eles. Foi então queem 2012 criaram a Ecommet.

Segundo o CEO Frederico Flores, ao perceber que todos os processos que devem ser realizados na operação de um e-commerce estavam minuciosamente detalhados por eles e que já geravam ótimos resultados, mas não entre os seus concorrentes, viram que isso era uma enorme vantagem competitiva. Dessa forma, transformaram essas ferramentas que já usavam para melhorar a performance interna do negócio em um produto a ser alugado para os próprios concorrentes.

A empresa oferece então uma plataforma de vendas para e-commerces. “Através do nosso sistema, conhecido como Becommerce, nossos clientes podem controlar e administrar seus pedidos em um só lugar, independentemente de onde aconteça a venda. Ajudamos a otimizar e a automatizar as vendas virtuais por meio de soluções inovadoras com custos acessíveis, como o robô lojista, que monitora o preço dos produtos dos concorrentes e responde automaticamente, 24 horas por dia, às dúvidas dos usuários”, explica.

Exacutando Plano de Administração


O investimento inicial para tornar a ideia realidade foi de cerca de R$40 mil em infraestrutura para iniciar a operação e adaptação das ferramentas para que os concorrentes- agora clientes - pudessem usar também.

Agora, os passos são de transformar a solução em uma plataforma de administração de vendas para todos os canais, e não somente o on-line. “Queremos democratizar a tecnologia para empresas no Brasil, permitindo que qualquer negócio seja administrado por um sistemade qualidade, fácil acesso e de baixo custo”, almeja.

Além disso, já começaram a levar a plataforma de e-commerce para o México e para a Argentina. “Teremos um plano inicial 100% gratuito para gestão de vendas dentro do Mercado Libre MEX e ARG. A projeção é conquistar mais de dez mil clientes até o final de 2018 somente nesses dois países”, conclui.

Revista Gestão & Negócios Ed. 97


COMENTE