Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades

Entenda porque empresas apostam em ações na internet

Publicado em 27 de Apr de 2017 por Redação |COMENTE

Empresas que apostam em memes para fazer ações na internet têm encontrado reação positiva por parte dos seguidores. Confira!



Texto Marcelo Casagrande | Adaptação Isadora Couto | Foto Shutterstock 

Entenda porque empresas apostam em ações na internet 

A internet é mesmo algo que merece atenção, ainda mais depois que as redes sociais caíram no gosto de pessoas do mundo todo. Só no Facebook, mais de 1,65 bilhão de pessoas têm perfis ativos e interagem frequentemente com amigos e empresas. E com tanta gente junta, compartilhando conteúdo, rapidamente surgem os assuntos da moda que viralizam, muitas vezes, semao menos ter um motivo. 

A expressão "meme" passou a ser ouvida cada vez com mais frequência, principalmente entre o público jovem e que usa a internet. Mas o que muita gente não sabe é que a palavra teve origem na década de 1970, por meio do biólogo britânico Richard Dawkins, que queria dar nome a processos de replicação e evolução cultural. Algumas décadas depois, a internet se apropriou do termo.


NO MERCADO

Se os memes fazem sucesso na internet, por que não pegar carona nessas "modinhas" para divulgar uma ideia ou uma empresa? Para o analista de comunicação corporativa Cleyton Lancelotti, há alguns anos, as marcas eram relutantes em associar o nome a algo que viralizou. "Por se tratar de algo não muito difundido, até então, tinha-se o receio da leitura que seria feita pelo público", comenta o especialista. Mas o cenário mudou. Lancelotti resgata um caso clássico do fim de 2011 para mostrar esse novo momento: "Quem não se lembra da 'Luiza, que está no Canada'? A expressão, que surgiu no comercial de uma construtora da Paraíba, em pouquíssimo tempo foi abraçada por grandes empresas como Claro e Magazine Luíza", exemplifica. Anos se passaram e a prática se tornou ainda mais comum. Lancelotti diz que o caso mais recente foi um "presente involuntário" que a Ultragaz ganhou de um funkeiro. A letra do Funk do Gás usa a música que anuncia a chegada do caminhão que vende os botijões.

Depoisdo grito "olha o gás", a coreografia é liberada. "Inicialmente, distribuidores regionais da marca fizeram vídeos, como celular, dançando a letra da música. Depois, a Ultragaz pegou carona e produziuum vídeo oficial na sede da empresa",comenta. A prova de que a brincadeira deu certo e foi feita no tempo correto é o vídeo original que já teve mais de 7,5 milhões de visualizações. A especialista em imagem e reputação e empresária da Sigma Six Comunicação, Nathana Lacerda, destaca que os comentários são divertidos, positivos, e pouquíssimos são pejorativos. Para ela, um dos fatores desse sucesso é a colaboração. "A marca poderia ter repreendido a brincadeira por ter sido feita sem autorização da rede, por exemplo. Mas, ao contrário, decidiu aproveitar esse momento de criatividade para fazer uma ação divertida, para dar uma nova roupagem mais moderna ao jingle da marca que o País conhece tão bem", opina a especialista.




Revista Gestão & Negócios | Ed.98 - Assine já e garanta 6 meses grátis de outro título


COMENTE