Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades

Dúvidas dos leitores

Publicado em 06 de Jun de 2017 por Giovanna Henriques |COMENTE

Seja você o protagonista da sua vida. Não deixe que ninguém influencie seus sonhos quando você decide mudar de vida! Acompanhe duas histórias e leia as recomendações do gestor Gilberto Wiesel



Texto Gilberto Wiesel | Adaptação Giovanna Henriques | Foto Shutterstock

Acabei de ser mãe e estou de licença maternidade. No entanto, estou com uma dúvida que leva em conta minha vida pessoal e profissional. Estou pensando em parar de trabalhar por um tempo, até o meu filho completar pelo menos um ano de idade. Penso em voltar de licença e fazer um acordo com a empresa, para receber o seguro desemprego por um tempo e me manter. Já estou sofrendo alguns julgamentos das pessoas por conta disso. Essa minha atitude não lhe parece sensata? Não planejo não voltara trabalhar, mas apenas quero acompanhar a fase de bebê domeu filho. Erika E. Longo – São Bernardo doCampo/SP

Resposta: Olá, Erika! Que louvável a sua atitude. Não vejo nada de mau nisso que você está pensando em fazer. Ser mãe é uma dádiva de Deus. Não se preocupe com o que os outros vão falar, mas sim sobre o que está sentindo no seu coração e na sua alma. Passamos uma vida inteira tomando decisões baseados no que as pessoas nos dizem que é correto. Nos primeiros anos da nossa vida seguimos nossos pais, posteriormente, nossos amigos de escola e de convivência diária e assim sucessivamente. No fim, não vivemos como gostaríamos, mas sim como os outros acreditam que é o melhor para nós. Siga a sua intuição sem medo de serfeliz. Se realmente é isso que quer fazer, se o seu instinto de mãe está falando mais alto, vá em frente e viva este momento único como nunca, pois ele não volta. Minha esposa tomou a mesma decisão que você está pensando agora. Deu um tempo na carreira para cuidar de nossa filha, pois era isso que achava correto. Depois de ter cumprido essa tarefa, voltou a trabalhar e hoje ela é palestrante, escritora internacional com mais de seis obras publicadas. Seus artigos são traduzidos para mais de cinco países, etc. Entendeu? Boa Sorte!

Estou prestes a sair da empresaem que trabalho para montar o meu próprio negócio. Mas estou recebendo milhares de críticas por isso, especialmente da família. Acham que vou ser um “zé ninguém” que está trocando o certo pelo duvidoso. Nem minha esposa concorda comigo. Mas até quando passarei a vida infeliz? Não gosto do que faço! E quero mais independência financeira e de liberdade para o que eu quiser criar e fazer.Vejo meu pai, que a vida inteira trabalhou para uma empresa e, quando foi mandado embora, não teve sequer reconhecimento. Não quero isso. Quero fazer diferente! João P. Novaes – São Paulo/SP

Resposta: Entendo perfeitamente sua posição, João. Eu também passei por vários questionamentos antes de tomar uma atitude que mudou completamente a minha vida. Eu fiz concurso para o INSS ainda muito novo, passei, assumi meu cargo. Salário ótimo, garantia de emprego e benefícios. Aposentadoria tranquila no futuro, etc. Tudo que um funcionário concursado adquire ao ingressar na carreira pública. Com a idade que entrei, tinha tudo para ter uma carreira brilhante. Ocorre que após algum tempo trabalhando, me dei conta de que aquele trabalho não era motivador. Fazer sempre as mesmas coisas, sem desafios? Isso tudo começou a me produzir angústia, infelicidade, depressão,etc. Até que um dia resolvi pedir demissão. Você pode imaginar o que todos me falaram sobre isso? Pais, amigos e irmãos? Não dei bola. Pensei: é minha vida. Eu é que tenho que saber. Nada vai me impedir de chegar aonde quero. E assim fiz. Não me arrependo em nada. Hoje sou empresário bem-sucedido, palestrante internacional, escritor, etc. Fui atrás dos meus sonhos, do que acreditava que era importante para a minha vida e não fiquei dando ouvido spara o que os outros achavam.Quando você tem um propósito devida, nada o segura, muito pelo contrário, as portas do universo se abrem para você poder cumprir aquilo que lhe foi predestinado. Então, meu amigo, espero que minha história sirva de motivação para tomar a sua decisão. Sugiro que você acesse este link e assista a um vídeo no meu canal em que falo sobre isso:http://bit.ly/2ol6lYa. Forte abraço e sucesso!

duvidas

Gilberto Wiesel: administrador de empresas pró-graduado em Marketing pela FGV, Master-Practitioner em Programação Neurolinguística pela Sociedade Brasileira de PNL e membro da Time Line Theraphy Association, Hawai-USA. É escritor, conferencista e diretor do grupo Wiesel, que atua na área de Educação Corporativa.

Mande suas perguntas sobre gestão, negócios e carreira para o e-mail: gestaoenegocios@escala.com.br

 

Revista Gestão & Negócios Ed.99


COMENTE