Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades

Entenda como funciona a franquia do disk cosméticos

Publicado em 13 de Oct de 2015 por Kelly Miyazato |COMENTE

Já pensou em investir no mercado de beleza e oferecer ao público feminino produtos variados, como batom, rímel, sombra, cremes hidratantes e esmaltes? Então, entenda como funciona a franquia do disk cosméticos



Por Juliana Klein | Foto Divulgação | Adaptação Kelly Miyazato

Entenda como funciona a franquia do
disk cosméticos

Lançada no final de 2014, a Miss Pink popularizou o acesso da mulher brasileira ao mercado de beleza. Ao adquirir uma unidade da rede, o franqueado recebe um móvel compactado de fácil locomoção e R$ 5 mil em produtos variados, como batom, rímel, sombra, cremes hidratantes e esmaltes. O franqueado escolhe entre abrir sua loja dentro de casa, trabalhando com clientes no próprio bairro, ou criar parcerias com estabelecimentos comerciais. "As consumidoras hoje não querem esperar e precisam gastar menos tempo com as compras, pois têm uma rotina com muitas tarefas e que acaba correlacionando vida profissional e pessoal. Contudo, elas não abrem mão de um atendimento impecável e produtos de qualidade, muito pelo contrário, a exigência de produtos com ótimas qualidades é cada vez mais exigida. E é isso que temos o intuito de oferecer", afirma o sócio-fundador da marca, Pedro Cesar de Oliveira.

Uma franquia da Miss Pink, segundo ele, acaba sendo uma opção mais segura de investimento hoje nesse ramo, pois custa pouco se comparada a outros negócios de beleza e também porque este é um mercado que está sempre em alta. "O Brasil, felizmente, é muito forte nessa área. Os produtos ainda aliam qualidade internacional com um valor justo, então não é difícil vendê-los. Chamamos de 'luxo acessível'", afirma.

Atualmente a rede possui cerca de 30 franquias e pretende chegar a 180 até o final de 2015. "Parece muito e é, mas temos notado que o número de franqueados novos cresce mês após mês, pois a marca vai se tornando conhecida e atraindo mais pessoas. Eu acredito que é possível chegar a essa marca", finaliza.

 

 

 Revista Gestão & Negócios | Ed. 81

 

 

 

 

 


COMENTE