Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades

É possível gerenciar uma franquia estando empregado?

Publicado em 31 de May de 2017 por Giovanna Henriques |COMENTE

Com um índice maior de desempregos devido à crise no país, a ascensão de franquias está cada vez mais frequente. Descubra se é possível investir ainda estando empregado



Texto Allan Comploier | Adaptação Giovanna Henriques | Foto Shutterstock

Empreender no Brasil é uma boa aposta, ainda mais em tempos de crise, com poucas oportunidades de trabalho. E o empreendedorismo tem crescido muito no País. De acordo com a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), patrocinada pelo Sebrae e divulgada em 2016, a taxa de empreendedorismo no Brasil foi de 39,3%, o maior índice dos últimos 14 anos. O sistema de franchising é ainda melhor para quem deseja empreender. Com uma taxa de mortalidade dez vezes inferior em relação a empresas com marcas próprias, participar de uma franquia é bem menos complexo do que montar uma empresa do zero.

Isso porque a empresa detentora da marca provê todo o modelo do negócio: você já saberá seu público-alvo, quanto precisará investir e o que vender. Além disso, o novo empreendedor poderá trabalhar em uma franquia de uma marca conhecida, o que facilita na hora de se apresentar aos potenciais clientes. A marca também oferece suporte e treinamento para o franqueado, e o tempo para o retorno do investimento feito em uma franquia costuma ser bem menor.

E os números mostram que as franquias estão em franca ascensão. O setor de franchising cresceu 8,3%em 2016 em relação ao ano anterior, totalizando um faturamento de R$151,2bilhões, segundo dados divulgados em fevereiro de 2017 pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). Essevalor é quase R$12 bilhões a mais do que em 2015. São mais de 142 mil unidades e mais de três mil marcas espalhadas por todo o País.

 

É possível gerenciar uma franquia estando empregado?

É possível gerenciar uma franquia estando empregado?

 

Dá para conciliar franquia e emprego?

Se você está empregado, mas sonha em poder abrir seu próprio negócio ou quer apenas ter uma renda extra, saiba que é possível até mesmo começar uma franquia sem se desligar da empresa que lhe garante o sustento. Ao menos no início, você poderá dividir seu tempo entre uma atividade e outra. No entanto, é preciso seguir algumas dicas:

- Priorize as duas atividades em detrimento de sua vida pessoal, para poder dar conta de tudo;

- Evite trabalhar em sua franquia no horário de expediente de seu emprego, senão, as possibilidades de você perder sua renda fixa em um momento ruim aumentam;

- Delegue atividades a outras pessoas ou empresas, pois pode faltar tempo para fazer tudo;

- Domine os conhecimentos necessários para a franquia. Estude sobre o negócio e busque cursos rápidos de administração e gestão de pessoas. É importante saber que, em algum momento, você precisará dedicar mais tempo ao seu próprio negócio. Quando você se sentir seguro de que sua franquia está indo bem ou que você já está ganhando dinheiro suficiente para viver apenas dela, é uma boa hora de deixar seu emprego. E se você colocar como meta diminuir o ritmo de trabalho ao longo do tempo, é possível seguir com sua franquia trabalhando em determinado período do dia. Um exemplo são as franquias da “nova geração”, geralmente on-line, as quais possibilitam que você trabalhe no sistema homeoffice, ou home based, como geralment e é utilizado nesse mercado.

Essa facilidade permite que você organize seu tempo, trabalhe menos horas e tenha uma renda de acordo com o seu ritmo (e investimento). Para esse tipo de negócio em especial,é fundamental que o investidor investigue a franqueadora e converse com todos os franqueados da rede ,porque, geralmente, a estrutura e o suporte fornecidos ao franqueado são menores, aumentando o risco do investimento.

Revista Gestão & Negócios Ed. 99


COMENTE