Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades

Entenda a importância da independência financeira

Publicado em 25 de Apr de 2017 por Redação |COMENTE

Aprender a poupar, gastar e investir de maneira equilibrada é o caminho para aqueles que viram no empreendedorismo a forma de conquistar sua liberdade financeira. Confira!



Texto Angela Miguel | Adaptação Isadora Couto | Foto Shutterstock 

Entenda a importância da independência financeira 

Conquistar a liberdade financeira pode variar para cada um. Para alguns, significa poder viajar quando quer ou ter em banco uma poupança milionária. Para outros, é a compra da tão sonhada casa própria ou o poder de não precisar fazer contas ao final do mês. No entanto, a independência financeira é um conceito que está ligado à geração de uma renda, de caráter perpétuo, que seja suficiente para manter ou aumentar o padrão de vida por um período indeterminado.

Para o mestre em finanças, consultor e sócio-diretor da Mais Ativos Educação Financeira, Álvaro Modernell, o conceito de independência financeira é muito difuso, mas para ele há uma maneira mais simples de ser entendido. "Ter independência financeira é ter a capacidade de poder escolher o que deseja fazer como trabalho a ponto de não precisarfazer nada que não dê prazer ou satisfação, apenas por conta do dinheiro da remuneração e, ao mesmo tempo, não deixar de fazer nada que tenha vontade por limitações financeiras, dentro de um espectro de 'razoabilidade' compatível com o padrão de vida da pessoa", afirma.

A fim de atingir esse patamar, muitos têm recorrido ao empreendedorismo como solução. "Muitos fatores convergem para que o profissional invista no empreendedorismo como alternativa diante de outras opções profissionais. A mais ampla delas, refere-se ao sonhoque muitos profissionais têm em possuir o próprio negócio. Outro fator recorrente que se percebe é a motivação que se tem em trabalhar com algo que realmente faça sentido, algo do seu interesse. E, por fim, podemos identificar a perspectiva financeira e suas projeções futuras como outro fator que motiva o profissional a investir no empreendedorismo", aponta o professor de Empreendedorismo da Faculdade IBS/ FGV, Romário Vieira de Melo.  Contudo, para optar pelo empreendedorismo, não basta apenas desejar alcançar a tal liberdade financeira. É preciso ter objetivos claros, fazer um planejamento realista e estar preparado, pois prosperar como um empreendedor no Brasil ainda não é tão fácil.

"É preciso lembrar que há uma série de obstáculos para alguém fazer um negócio prosperar. Muita burocracia, carga tributária elevada e falta de infraestrutura em diversas áreas são algumas dessas dificuldades", alerta o consultor em finanças pessoais, professor e CEO do Grupo PAR, Marcelo Maron.  Independentemente de qual seja a forma de remuneração, de acordo com o educador financeiro, presidente do Grupo DSOP e autor do livro "Terapia Financeira", Reinaldo Domingos, para conquistar a independência o profissional precisa saber duas informações básicas: com qual idade quer parar de trabalhar por necessidade e qual a reserva financeira que terá de acumular. "Desta reserva financeira acumulada, o profissional deverá resgatar somente 50% do rendimento mensal, ficando assim os outros 50% acumulado na mesma, com isso, poderá gozar de uma aposentadoria sustentável pelo resto da sua vida", explica ele.

 


Revista Gestão & Negócios | Ed.73 - Assine já e garanta 6 meses grátis de outro título


COMENTE